Resenha: “Try” – o novo sucesso de Colbie Caillat

CCTRY

Clipe “Try”: Quase quatorze milhões de visualizações em doze dias. Esse é um dos indícios de que Colbie Caillat voltou com tudo.

Após o risco de lançar metade do seu novo álbum de surpresa, o Gypsy Heart, a californiana provou que poderia conseguir boa vendagem e repercussão com sua simplicidade – marca registrada do início de sua carreira.

Desde o lançamento do clipe e a entrevista para a revista Elle, em que Coco explica o conceito do vídeo, várias outras mídias ressaltaram a coragem da cantora de tratar sobre um assunto polêmico – a beleza artificial – que impacta não só pessoas que estão na mídia, mas todos nós.

Inclusive, o jornal português Destak introduziu uma matéria sobre o vídeo assim: “Na mesma semana em que a revista norte-americana Vanity Fair é acusada de ter favorecido o príncipe William na capa da edição de agosto, colocando mais cabelo na foto tirada com Kate e o filho George na recente visita real à Austrália, também a cantora Colbie Caillat se insurge contra a ditadura do photoshop.” (Vera Valadas Ferreira, 17/07/14).

Try surgiu do histórico da família Caillat. A mãe e a avó, que são completamente hippies – odeiam passar maquiagem e não fazem o cabelo de jeito nenhum. Depois de crescer com essa educação, ficar presa à ditadura da moda por causa da fama não tem sido fácil. E foi logo após uma conversa com o amigo e compositor Kenneth “Babyface” Edmonds, sobre o assunto,  que surgiu a canção com participação de Jason Reeves (Revista Elle).

O conceito de “Try” não é ser contra maquiagem, como muitos desavisados falaram, e sim não deixar que os artifícios impostos encubram o que a pessoa realmente é. Para ilustrar, a transformação no clipe favorita da Colbie é da mulher careca.Quando a vi pela primeira vez, ela estava completamente careca, sem maquiagem, com um enorme sorriso, estava tão feliz e confiante. Ela era tão linda para mim. E, então, foi aparecendo mais cabelo e maquiagem, e na próxima cena que a vi, ela estava cheia de maquiagem e peruca, eu pensei: ‘Quem é essa mulher? Ela não era a mesma pessoa’. Ela ainda estava linda, mas não era a mesma beleza que eu vi quando ela foi libertada, mostrando quem ela realmente era.”  – Colbie Caillat para Elle.

O clipe conseguiu o primeiro lugar no ranking dos vídeos mais comprados do iTunes. Fora o bom desempenho, da música, em diversos países, que podem ser acompanhados no grupo, outro indicador de sucesso é que a música estreou em 69º no Hot 100 da Billboard. Vamos acompanhar esse desempenho nas próximas semanas.

TRY

Toda essa situação lembra uma frase de Augusto Cury: “Toda beleza é imperfeitamente bela. Jamais deveria haver um padrão, pois toda beleza é exclusiva como um quadro de pintura, uma obra de arte”.

ATUALIZAÇÃO:

“Try” bateu um recorde na versão norte-americana da loja virtual iTunes.

A faixa foi disponibilizada para download gratuito durante 1 semana, através do projeto “Single of the Week” e durante este período, o single obteve 850.000 downloads, caracterizando o maior “single da semana” da história do iTunes.

Don’t you like you? ‘Cause I like you

2 comentários sobre “Resenha: “Try” – o novo sucesso de Colbie Caillat

  1. Bom dia geovane.
    Obrigada por me responder ao e-mail. E quero parabenizar nossa linda Colbie pelo sucesso do vídeo. Realmente destacar a beleza natural, pra mim, é o mais importante. Ser você mesmo. E não esconder as imperfeições. EU AMEI O VÍDEO. Vamos comemorar o sucesso!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s